Archive for Janeiro, 2006

Trote

Janeiro 31, 2006

Janeiro de 2004. Eduardo Pereira, sem nada pra fazer, resolve ir no site da Speedy e ir no atendimento online.
Eu sei, por um lado o trote não é legal. Mas eu não resisti a tentação. E futuramente penso em não passar mais nenhum trote…

Henrique da Silva: Bem Vindo(a) Augusto, em que posso ajudar ?
Augusto: Quem eh vc?
Henrique da Silva: Sou atendente do speedy Telefônica.
Augusto: ah tah

Augusto: Telefonica?
Henrique da Silva: Sim!
Augusto: Eita
Augusto: Meu tio falou que voces sao bons
Augusto: mas
Henrique da Silva: Em que posso ajuda-lo?
Augusto: ei
Augusto: ufa desculpa, eh que a tela aqui fico branca
Henrique da Silva: Pois não!

Augusto: Eh sempre assim aqui?
Augusto: guem jah teve esse preblema?
Augusto: alguem jah teve esse problema?
Augusto: Pow, sacanagem eu pensei que eu tiva ferrado a conexao aqui
Henrique da Silva: Pois não!
Augusto: Quase morri do coracao
Augusto: Pq q vcs botam www no site quando algum entra e depois aparece otra pagina e depois abre uma janela?
Henrique da Silva: Sr. por que uma página a primeira é para quem tem a conexao discada, e a outra para banda larga.
Augusto: ah tah
Henrique da Silva: Deseja mais alguma informação ?
Augusto: Eh que meu amigo tem speedy
Augusto: ele falo q eh bom q soh
Henrique da Silva: Realmente!
Augusto: e paga?
Augusto: Pow, fuleragem, a pqgina aqui deu erro e tive que atualizar
Henrique da Silva: Sim Sr. > >A instalação (Sujeito a avaliação técnica e comercial) de toda infra-estrutura (Infra-estrutura digital básica consiste no cabeamento vertical do prédio, instalação de linha exclusiva para tráfego de dados e modem.Eventuais obras civis correrão por conta do condomínio) >digital no seu prédio é grátis. > >Vantagens >1. – A instalação no apartamento é grátis >2.- Dispensa a compra ou aluguel de modem >3.- É a forma mais econômica de ter Speedy >4.- Sem compartilhamento de velocidade >5.- Cobrança individual, por apartamento, em conta telefônica >6.- Garantia e suporte Telefônica >7 – sem compartilhamento de velocidade >8 – Vantagens especificas para migração do Novo Portifólio: é a forma mais econômica de ter Speedy. > >Para isso está sujeito a avaliação técnica e comercial. >Deve ter Infra-estrutura digital básica consiste no cabeamento vertical do prédio, instalação de linha exclusiva para tráfego de dados e modem.Eventuais obras civis correrão por conta do condomínio. > >O Speedy Condomínio é comercializado nas seguintes velocidades: >128 Kbps >300 Kbps >450 Kbps >600 Kbps >Preço: o Speedy Condomínio é em média de 10 a 12% mais barato que o Speedy Home. >Importante: Cada condômino pode escolher uma das velocidades acima porque o Speedy Condomínio não é compartilhado. > >Para que o Speedy Condomínio seja instalado em seu prédio é necessária a realização de uma vistoria técnica, que deve ser autorizada pelo síndico. O objetivo da vistoria é avaliar a viabilidade técnica de instalação do serviço e identificar as alternativas de cabeamento que seu prédio dispõe. >Para identificar se seu prédio está cabeado, ligue para 0800 771 26 15. > >Para maiores informações sobre Speedy Condomínio, ligue : >Prédios Não Cabeados : 0800 7712615 de segunda à sexta-feira das 9:00 às 21:00 hs. >Prédios Cabeados: 0800 12 15 20 todos os dias da semana >Suporte técnico: 103
Augusto: hhmmm ow eu quero uma qui pra minha casa que seja baratinho, mas que eu nao precise ler isso tudo
Henrique da Silva: Preços do condomínio: > > > >Mensalidade do plano Condomínio 300 Kbps é R$63,90. Provedor à partir de R$19,90 e terá plano de consumo de 3.000MB.
Augusto: Eu quero aqui pra casa!
Henrique da Silva: Speedy normal. > >Mensalidade do plano 300 Kbps Home é R$ 71,90. O aluguel do modem é R$ 16,00 por mês ou se preferir pode comprar o modem dos parceiros Terra ou Americanas ou de Terceiros. Provedor à partir de R$ 19,90 e terá plano de consumo de 3.000MB. Caso queira poderá utilizar um modem de terceiros(próprio). No caso da compra do modem ou de um modem adquirido de terceiros não será cobrado mais aluguel do modem. >Mensalidade do plano 450 Kbps Home é R$97,90. O aluguel do modem é R$ 16,00 por mês ou se preferir pode comprar o modem dos parceiros Terra ou Americanas ou de Terceiros. Provedor à partir de R$19,90 e terá plano de consumo de 10.500MB. Caso queira poderá utilizar um modem de terceiros(próprio). No caso da compra do modem ou de um modem adquirido de terceiros não será cobrado mais aluguel do modem. >Mensalidade do plano 600 Kbps Home é R$159,90. O aluguel do modem é R$ 16,00 por mês ou se preferir pode comprar o modem dos parceiros Terra ou Americanas ou de Terceiros. Provedor à partir de R$19,90 e terá plano de consumo de 15.000MB. Caso queira poderá utilizar um modem de terceiros(próprio). No caso da compra do modem ou de um modem adquirido de terceiros não será cobrado mais aluguel do modem.
Henrique da Silva: Nossa Central de Vendas 0800-121520
Augusto: Powxa vcs colocam tudo isso pra ler
Augusto: Peraih dexa eu ve se meu pai xego
Henrique da Silva: Sim senhor!
Augusto: Aqui nessa janelinha tem um erro danado
Augusto: ah ele chego nao
Henrique da Silva: Sr. Mais Alguma Informação??
Augusto: Vc furam a parede pra por esse speedy?
Augusto: Ah, eh speedy q se chama eh?
Henrique da Silva: Não Sr.
Augusto: Nao? Entaum eh como?
Augusto: Spidi?
Henrique da Silva: Através de sua linha telefonica.
Augusto: ¬¬
Augusto: eu nao perguntei como ter em casa
Augusto: eu perguntei como se chama
Augusto: se eh Speedy ou Spidi
Augusto: Meu amigo fala q eh Speedy
Henrique da Silva: Speedy!
Augusto: Ah tah
Augusto: E foi vc quem fez o site?

Augusto: Muito legal hein!
Augusto: Vc eh bom nisso
Henrique da Silva: Concordo.
Augusto: Vc cobra quanto pra fazer?
Henrique da Silva: Não fazemos sites!
Augusto: Pq meu tio tem uma empresa de faze alimentos, O.R., e tava querendo um site
Augusto: eh tah
Augusto: Vc eh sempre nervosinho assim eh?
Henrique da Silva: Interessante hoje em dia tem bastante gente no ramo.
Augusto: eh mesmo
Augusto: Eh…
Augusto: Quando eu cresce vo te uma pra mim
Augusto: uhuhuhuhuh
Augusto: Ah
Augusto: Otra coisa
Henrique da Silva: POis Não!
Augusto: Meu amigo falo q precisa de modem pra conectar
Augusto: O q eh modem?
Henrique da Silva: Sim Senhor, codificador do sinal ADSL.
Augusto: Ah
Augusto: Adsl..
Augusto: O q eh issu?
Augusto: Desculpa pergunta tanto
Augusto: Num vai me invadi naum hein
Augusto: Meu pai falo q tem muita gente ma na internet
Henrique da Silva: Não senhor Augusto. O nosso suporte é exclusivo para cliente Telefonica.
Augusto: e que pra eu toma cuidado pq se alguem invadi o pc, ele peerdi os trabalhos dele
Henrique da Silva: Seria de seu interessa a aquisição do speedy?
Henrique da Silva: Poderia estar fornecendo informações e valores sobre o mesmo.
Augusto: Ah desculpa

Augusto: Mas o q eh asdl?
Augusto: Vai logo q eu tow asistindo tv
Henrique da Silva: ADSL (responsável pelo acesso rápido à Internet)
Augusto: Ah tah
Augusto: Eu to vendo aqui
Augusto: Eu queria esse speedy 300 q eh gratis
Augusto: ou nao?
Henrique da Silva: Sr. infelizmente não é possivel.
Augusto: eh Speedy 300 ou 3002?
Augusto: Pow

Augusto: Tudo q eh bom eh caro
Henrique da Silva: Sr. speedy 300.
Augusto: Ah tah
Henrique da Silva: Senhor Augusto, consegui esclarecer sua dúvida?
Augusto: Sim
Augusto: Como eu pego esse Speedy Condominio?
Augusto: SOCORRO
Augusto: ah bom
Augusto: A tela fiko branca de novo
Augusto: E aih, eu pego esse Speedy condominio da internet eh?
Augusto: pq se fo eu naum posso naum
Henrique da Silva: Entrando em Contato na Central 103
Augusto: Se naum fiko de castigo
Augusto: Central 103?
Augusto: onde eh isso?
Augusto: Eh longe?
Henrique da Silva: E a Central de Atendimento do Speedy. E pelo telefone.
Augusto: Ah tah
Augusto: Digito 103?
Augusto: Digito 103 no telefone?
Henrique da Silva: Sim Senhor.
Augusto: Peraih q eu vou escrever aki
Henrique da Silva: Sim Senhor!
Augusto: pronto
Augusto: Vc tem quantos anos? Eu tenho um amigo q tem o mesmo nome que voce

Anúncios

Assalto

Janeiro 31, 2006

Era 1 hora da manhã. Josiscleydilson da Silva havia saído da festa de casamento de um velho amigo seu, o Íldex Pereira.

*Pausa para definição: Josiscleydilson da Silva é o pai de Josiscleydilson da Silva e Silva Junior, o pequeno com síndrome de superioridade. Josiscleydilson já participou de uma história, aquela do posto, lembra? Pois bem, continuemos…*

Josiscleydilson estava saindo da festa, quando notou que seu carro não estava onde ele havia deixado antes: fora roubado.
– Ah não! Meu Fiat 95 novinho!

*Pausa para comentário pessoal do autor: Fiat 95 novinho hein.*

Bah, ele tinha seguro mesmo! – pensou ele.
Seus conhecidos que estavam na festa já tinham ido embora, os carros não estavam lá. Conhecidos na festa agora, só o dono e a dona: os recém-casados. Melhor não incomodar, um táxi é melhor.
Isso, se houvesse um táxi por ali. Josiscleydilson passou meia hora andando pelas redondezas para procurar um: nenhum sinal. Só restava ir de ônibus… tinha visto uma parada ali perto. Chegou, sentou-se e esperou. Eis que chegam duas figuras estranhíssimas: dois indivíduos, provavelmente de alguma favela por perto. Ambos pareciam ter entre 16 e 17 anos.
– Aê mano pó passa os bagúi aê mano si não o trêis oitão aqui fala mais alto mêu – disse o rapaz, que apartir de agora vamos apelidar de “rapaz 1”.
– Aê podis crê mano. – “rapaz 2”.

*Pausa para definição:Bagúi – de acordo com o Dicionário Brasileiro Global (Autor: eu mesmo), o termo bagúi pode se referir à qualquer coisa, dependendo do local e do emprego do termo. É usado em várias partes do país.Comentário pessoal do autor: não querendo fazer nenhuma referência de que todo “favelado” é ladrão, mas muitas vezes a situação é esta.*

– Ô rapaz, olha meu estado. Eu tenho cara de ter dinheiro aqui, tenho? – blefou Josiscleydilson.
– Aê mano, tô ligado, tu tá todo acabado mêu. Cara de prebói tu num tem, mas tu é mó feio aê.
– Iiiihhh, chamo de feio, dexava não, dexava não… – “rapaz 2”.
– Ah, cala boca, mano, tu é mó otário aí – “rapaz 1”.
– Ó como se é, mano, já vem botano uns papo estranho pa cima de mim mano, qualé véio…
– Aê se liga que eu sô teu brother, mas a trêis oitão aqui né não, troxa.
– Aê mano, sé qué brigá é – “rapaz 2”.
– Ô, se querem um lugar pra se agarrar tem uma moita ali atrás, ó – disse Josiscleydilson.
– Aê preibói, dexa de onda que a parada num é contigo não, ceRRRto? – disse o “rapaz 2”.
– Ah, ok, ok.
– Aê mano, ond’é que a gente tava mesmo? – disse o “rapaz 1”.
– Sê falô que a trêis oitão num é minha brother…
– Ah é…
Silêncio imediato. Os dois continuam sem falar por 30 segundos…
– Vocês não vão continuar a briga não?
– Aê mano, é mesmo, valeu aê – disse o “rapaz 1”.
– Aê mano, podis crê aí véio, valeu mano…
Silêncio durante 15 segundos, então o “rapaz 1” fala:
– É isso aí, mano, eu sô ter brother mas a trêis oitão aqui né não hein, fica ligado aê, mano.
– Se liga tu aê, mané, si não a irmã dela fala mais alto aê – disse o rapaz 2 puxando outra arma.
– Aê mano, se qué brigá é…
– Pessoal… que tal vocês resolverem isso em otro lugar… – disse Josiscleydilson.
– Cala as idéia que a conversa ainda num chego no chiqueiro, troxa – rapaz 1.
– É mano podis crê aê…
– É que eu só não quero que vocês se matem aqui em um local público…
– Aê mano, valeu pela consideração aê – rapaz 1.
– É mano, podis crê aê valeu pela consideração aê…
– Sê é legal mano, nóis vai mais pegá os teus bagúio não mano… – rapaz 1.
– É mano, podis crê aê…
– Puxa, muito obrigado, principalmente porque eu tô sem nada aqui…
– Obrigado não, é cem real mais a passagem do busão – rapaz 1.
– É mano, podis crê aê, e pó passando o Rolex aê mano – rapaz 2.
– Ah não, o Rolex não, era do meu pai, pôxa…
– Passa o relogio aê mano ô a trêis oitão fala, mano – rapaz 1.
– Tá bom, tá bom… toma aqui seus cem reais e o rolex…
– Falou aê troxa – rapaz 1.
– Aê, podis crê aê

Eu tava no meu apê, olhando o pessoal passar lá embaixo quando vi um cara andando, de noite… então imaginei uma história como essa e fiz pra vocês aqui =P
A inspiração veio depois de ouvir muitos episódios do Capitão Cueca. Depois eu ponho um aqui pra vocês ouvirem =D

Maldita esfiha!

Janeiro 31, 2006

[14:57] Eduardo está no computador.
[14:58] Eduardo olha o saco de papelão do Habibs que está em cima da mesinha do computador, entre ele e a tela.Ele olha para a esfiha, a esfiha olha para a esfirra, a esfiha olha para ele.
[14:59] Eduardo tira-a do saco de papelão e leva-a a boca…
[15:00] Eduardo hesita, não consegue pôr ela na boca. A esfiha tinha o derrotado.
NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOO!!!
MALDITA ESFIHAAA!!!

Piadas, adas, adas.

Janeiro 30, 2006

Um rapaz se confessa:
– Padre, eu toquei nos seios de uma mulher.
– E você tocou por cima ou por baixo da blusa dela? – perguntou o padre.
– Por cima da blusa – respondeu o rapaz.
– Burro! Por baixo da blusa a penitência é a mesma!

———–

Jacó está morrendo na cama. Agonizando ele chama Isaac, seu filho mais velho:
– Isaac, agora eu estou morrendo, quero te mostrar uma coisa. Está vendo este relógio? Foi do seu tataravô. Depois passou para seu bisavô. Depois foi do seu avô. Depois do meu pai, agora é meu. É bonito, não é, Isaac?
– É, meu pai.
– Quer comprar?

———–

Um playboizinho namorava três mulheres ao mesmo tempo. Um dia ele decidiu que ia se casar, mas não sabia com qual das três. Então ele resolveu fazer um teste. Deu mil reais pra cada uma. A primeira voltou com os cabelos feitos, toda maquiada, roupas novas.
– Eu quero ser a mulher mais linda do mundo só pra você, por que eu te amo!
A segunda chegou trazendo uma chuteira nova, uma camisa do time dele, uma bola, um taco de sinuca e duas caixas de cerveja.
– Eu comprei tudo isso pra você, porque eu quero te dar tudo. Eu te amo!
A terceira voltou com cinco mil reais.
– Eu investi o dinheiro que você me deu e multipliquei por cinco. Isso tudo para nos dar tranqüilidade, porque eu te amo!
O cara ficou impressionado com as três mulheres. Ele pensou, pensou, refletiu, refletiu e finalmente se decidiu: casou com a que tinha a melhor bunda.

Seção Ecumênica

Janeiro 30, 2006

Tratado de religião e filosofia comparadas. Tema: A merda.

taoísmo: merdas acontecem!
budismo: merdas acontecem, mas não é intrisecantemente merda.
islamismo: se acontecer merda terá sido por vontade de Alá.
protestantismo: merdas acontecem porque você não trabalhou o bastante.
judaísmo: por que as merdas acontecem sempre com a gente?
hinduísmo: essas merdas já acontecem há séculos,
catolicismo: merdas acontecem porque você é mau.
hare krishna: merda, erda, erda.
ateísmo: bah, merdas não existem.
hedonismo: cada um com uma boa merda!
agnosticismo: talvez aconteçam merdas, talvez não.
existencialismo: afinal, o que é a merda?
estoicismo: essa merda não me afeta.
marxismo: merda para todos!
rastafarianismo: vamos fumar logo esta merda!

Síndrome de superioridade

Janeiro 30, 2006

Josiscleydilson da Silva e Silva Junior cresceu normalmente, com o amor dos pais, exceto por uma síndrome de superioridade.
– Vá arrumar seu quarto.
– Não. Sou um rei e reis não precisam arrumar seus quartos.
– Ah é, mocinho? Se não arrumar seu quarto agora mesmo está de castigo por 1 semana, sem TV, computador e videogame.
– Joguem-na aos leões – disse ele para seus servos imaginários.
E esse foi um dos muitos dias em que Josiscleydilson Jr. dormiu com o bum-bum vermelho.
E, finalmente, seus pais deicidiram que ele precisaria ir ao psicólogo.
– É ele? – perguntou a recepcionista.
– Sim – disse Zivonilda Silva, a mãe.
– Como você é bonitinho…
– Bonitinho não. Sou o homem mais sexy do planeta. Eu sou lindo.
– Hum, pouquinho modesto você!?
– Cale-se, verme.

E na sala do doutor…

– Você pode se sentar naquela poltrona maior ou nessa infantil, colorida – disse o doutor.
– Prefiro ficar em pé.
– Qual o problema? – estranhou o doutor.
– Olhe aqui, velho, se pensa que vai definir parte do meu perfil psicológico observando minha escolha está totalmente enganado.
– Ok, como queira. Mas eu só queria avisar-lhe que se sentasse na poltrona colorida ganharia um doce…
– Não sou facilmente subornado, velho.
– E um álbum de fotos da Britney Spears.
– Estou disposto à fazer este sacrifício.
E sentou-se na poltrona colorida.
– Então… quer dizer que você se acha superior aos outros, é isso?
– Não.
– O que quis dizer?
– Eu não me acho superior. Eu sou superior.
– Entendo… então você se acha superior à mim?
– Suas pálpebras estão ficando pesadas…
– Ahn?
– Er… nada, nada.
– Continuando, você se acha superior à mim?
– Claro que não, Doutor.
O Doutor sorriu. Estava começando à se dar bem.
– O que você quer ser quando crescer, garoto?
– Psicólogo.
Os olhos do Doutor brilharam de alegria. Finalmente tinha orgulho do próprio trabalho.
– Psicólogo? Ora, ora, quem diria… o que lhe faz querer ser psicólogo?
– Estou cansado de ser rei. Agora quero sentir na pele como é ser um idiota.
Foi a gota d’água.
– Acabou. Agora, fique quieto e apenas me escute.
Ele caminhou em direção à janela. Era uma bela vista, um pôr-do-sol maravilhoso, visto de um apartamento à beira mar. Agora ele estava de costas para seu paciente, e ao mesmo tempo fitando o horizonte.
– Sabe, garoto… a vida não é como parece pra você. Existe um sistema. Esse sistema se chama hierarquia. Eu sou maior, mais velho, mais experiente, mais inteligente que você, por isso sou superior à você e exijo respeito. Entende o que digo?
– Só sei que sua esposa não vai gostar nada nada destas fotos que eu achei aqui nas gavetas da sua escrivaninha…
– FORAAAA!! FOOOOORAAAAAAAA!!!!

Me add aê…

Janeiro 29, 2006

[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
o seu veado


*Pausa para a Reciprocidade*

Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
fala seu corno


*Passados 5 minutos*

[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
o seu veado


*Pausa para a Reciprocidade v2.0*

Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
o seu corno
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
me adiciona nu seu brogue

*Pausa para definição:
Do matutês: Brogue – subst. Um lugázin pra módi nóis escreve umas coisa.
Traduzindo: Blog*

[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
http://www.evilpapagali.blogspot.com
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
tah ligado
Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
nah
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
ame adiciona yur bitch
Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
nah
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
po edu
Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
nah
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
Poxa dudu
Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
nah
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
pow duuu
Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
naaahh
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
PORRA EDUARDO
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
ME ADICIONA

*Minutos depois*

[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
aproveita e bota u link pro meu broq
Eduardo – A história de Josiscleydilson: só no http://roxius.blogspot.com. diz:
nah
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:

[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
pausa pra reciprocidade
[coelho] dragonflies in the sky, last sights of a endeless life diz:
VA SE FODER ADICIONA LOGO PORRA

Au Au

Janeiro 29, 2006


Quem descobrir qual celebridade é ganha um picolé.

Josiscleydilson da Silva

Janeiro 29, 2006

Relatos de Josiscleydilson da Silva, em 20 de Janeiro de 2006.

Eu sou um cara normal. Como as outras pessoas. Saio à noite, vou pra a balada, prum barzinho, me divirto com os amigos, pego muitas gatinhas e sou feliz. Não uso drogas e até hoje me orgulho disso. Segundo as garotas, sou um cara bonito e inteligente, que sabe o que elas querem. – Pausa para mexer o miojo que tá no fogo. Depois de 1 minuto ele volta, senta na poltrona e continua – Eu era de uma família de classe média alta, bem sucedida, inclusive eu era bem sucedido socialmente e profissionalmente. Foi quando tudo mudou naquele dia.

Eu estava saindo de casa à noite, sozinho, para ir à balada, quando, nas ruas escuras e úmidas da cidade, eu fui chamado a atenção por dois homens, que vinham em direção à minha pessoa. Um era baixo e forte, e vestia um casaco e uma calça jeans. Já o outro, era extremamente grande e gordo.
‘Ei! Você!’ disse o menor.
Corri em direção à uma rua próxima.
‘Pegue-o!’ disse o grandão.
Consegui entrar em uma rua, e quando me dei conta, estava em um beco sem saída. Estava encurralado, e, concerteza eu estava completamente enrrascado.
Os dois estavam na minha frente, bloqueando a saída do beco… ambos tinham um sorriso maléfico em suas faces.
‘Finalmente, Roger, finalmente!’ disse o grandão.
‘Haha… agora, sua vez’ disse o pequeno.
‘Ah, não, porque tem sempre que ser eu!?’
‘Porque mamãe disse pra eu cuidar de você!’
‘Tá bom, tá bom, eu faaaço…’ disse com cara de tédio, o grandalhão.
Ele veio em minha direção devagar, beeem lentamente… quando parou, olhou para trás, para ver o irmão. Este com o mesmo sorriso de antes na face. Depois, olhou pra mim e disse:
‘Tem horas?’
’22:35′
‘Merda!’ gritou o pequeno, ‘Ela já começou!’
E saíram correndo pegando a rua mais próxima. Assustado, e com o coração à mil, resolvi continuar meu destino: a balada. Lá, notei uma garota olhando pra mim, de longe. Me aproximei e joguei um papo pra cima dela: a mosca na teia. Ela gostou, começamos à dançar e isso seguiu durante 1 hora.
‘Tá cansada?’ perguntei.
‘Aham…’
‘Que tal a gente dar uma passadinha no meu apê?’
Ela se aproximou suavemente falou pertinho do meu ouvido:
‘Quero…’
Saímos do clube e entramos no meu carro. Quando eu estava dirigindo, ela começou a me acariciar e beijar. Parei o carro no lugar mais próximo que pude, e ali mesmo beijei ela… tirei sua blusa… e foi aí que eu notei. Na janela do seu lado do carro, dava para ver um vulto, vindo em direção ao carro. A visibilidade era horrível: estava tudo escuro e o vidro fumê não ajudava. Então parei com os amassos e pedi pra ela ficar quieta. A estranha figura se aproximava cada vez mais. Foi quando ele chegou na janela, e deu três batidas no vidro. Toc… Toc… Toc… Para a minha surpresa, havia mais dois vultos, todos ao redor do carro. Pois bem, se eu não abrisse a janela, colocaria em risco minha vida e a vida da minha garota. Baixei o vidro lentamente, e foi quando descobri aquela figura, inexplicável. Então o indivíduo abaixou a cabeça e falou:
‘Álcool ou gasolina?’

Sim, fui eu que fiz este texto u_u

Windows

Janeiro 29, 2006

Windows™. Quebre o seu e vá ser feliz.