Garçom! Garçom! Um post non-sense, por favor! Ah, e bem passado!

Sim. Ele sentira o calafrio das ruas gélidas (eu escrevi isso? EU escrevi isso? Nooossa…) e escuras da noite de Pellbourne Hill. Ela era linda, linda como uma princesa. Vira um gato preto, sentia o vento surssurrar em seu ouvido. Era a morte, a morte sorria para ele. Então ele agachou-se cuidadosamente, arreou as calças e deu uma bela cagada.

Não, eu não fumei. Não, eu não bebi. Nem cherei, muito menos injetei. É que 50% dos blogs do WordPress que eu vejo são blogs com escritores medíocres, que só sabem escrever coisas melancólicas, achando aquilo uma beleza. Ah, faça-me o favor.

No more.

Anúncios

Uma resposta to “Garçom! Garçom! Um post non-sense, por favor! Ah, e bem passado!”

  1. Júlio Santos Monteiro Says:

    O meu é em WordPress :-p

    Só de revolta, agora irei trocar de engine 😀

    Bobão 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: